04/03/2012

Michael Jackson no Brasil - 1996 - Bahia


Chegando em Salvador/BH
Michael Jackson voltou ao Brasil em fevereiro de 1996, com a missão de gravar um clipe para o single "They Don’t Care About Us", do disco History: Past, Present and Future Book 1. O cantor escalou o grupo Olodum para tocar percussão pelas ruas do Pelourinho, em Salvador/ Bahia, e no Morro Dona Marta, no Rio de Janeiro.

Na Bahia

Em 10 fevereiro de 1996, um sábado, as filmagens do vídeo clipe de Michael Jackson contou com o Olodum que, cerca de uma semana antes da data de Jackson chegar, cerca de 200 homens e mulheres se reuniam à noite para ensaiar sua participação com sua percussão de tambores na música "They Don’t Care About Us". Esses ensaios contavam com a presença de membros da banda com seus instrumentos, turistas e curiosos em geral,  todos bem embalado ao som singular do Olodum, em um beco estreito e sem saída tendo a frente Neguinho do Samba, brilhante "Mestre de Tambores" do Olodum e criador desse que é conhecido como "Samba-Reggae da Bahia. "

Um dia antes do aparecimento de Michael Jackson, houve uma conferência de imprensa realizada na "Casa do Olodum" com Spike Lee, diretor do vídeo. Quando as últimas questões eram respondidas por Lee, vestindo uma camisa da Seleção Brasileira de Futebol e um boné do Olodum, quando os mais de 200 ritmistas iniciaram uma grande apresentação com seu estrondoso som batendo em uníssono, ao lado de fora da Casa., todos, inclusive Lee, correu para ver o espetáculo. Duzentos homens e mulheres batiam no couro dos tambores vermelhos, amarelos, verdes e preto sob a luz de um Sol cegante em sinal de boas-vindas a Spike Lee em Salvador.


Apresentação do Olodum para Spike Lee


No dia seguinte, os tambores começaram a bater às 7h00 e iria até às 23h00. Mostrando-se incansáveis e exibindo uma quantidade infinita de energia, prontos para compartilharem com a pessoa mais famosa do mundo e mostrarem a Michael Jackson porque o ritmo do Olodum, chegou ao conhecimento dele. Michael  chegou ao meio-dia, acompanhado por duas crianças, em um carro que anunciava a sua vinda com uma sirene apitando. Depois de duas seqüências dele dançando sozinho, entre os fãs que gritavam e desmaiavam, sendo que uma fã conseguiu furar a segurança e abraça-lo, levando-o cair ao chão(vídeo abaixo). Depois ele filmou a seqüência final do dia, em que dançou à frente do Olodum que atrás dele, batia seus tambores sempre muito lindo.

Michael dançou com grande empolgação, perceptível por todas as pessoas presentes no Pelourinho, foi agradável e simpático a todos e bastante acessível, distribuiu sorrisos e verdadeiro entrosamento com a batida e ritmo dos tambores, Michael dançou de improviso, numa clara demonstração de que a batida do Olodum inspirou e movimentou seu corpo. Michael deixou o Pelourinho em um carro que foi seguido por vários fãs até o Hotel da Bahia.

O Olodum orgulha-se por ter tido a oportunidade de mostrar seu talento para o mundo através de vídeo de Jackson.

Naquela mesma noite, num voo de carreira em avião da VASP, Michael Jackson viajou para o Rio de Janeiro para dar continuidade nas gravações do Clipe.

Bastidores da Gravação - Imagens MTV


Algumas fotos de Michael Jackson na Bahia











Leia também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar use sua conta do Google.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...